top of page

Cidades do Café: Santa Rita do Sapucaí, onde cultura cafeeira e tecnologia se encontram

Num país cafeeiro como o Brasil, milhares de cidades têm o café com um de seus pilares culturais e financeiros. Para dar visibilidade e apresentar esses lugares especiais, o PDG Brasil apresenta a série de artigos “Cidades do Café”. Para estrear esse conjunto de artigos, vamos retratar a conexão entre Santa Rita do Sapucaí e o café.


Com 40 mil habitantes, Santa Rita do Sapucaí tem um renome maior que sua área ou que a população ali residente. Conhecida como “o Vale do Silício brasileiro”, a cidade conta com importantes instituições de ensino voltadas a áreas relacionadas à tecnologia, sendo a principal delas o Inatel – Instituto Nacional de Telecomunicações, faculdade e hub de inovações reconhecido em escala global pela excelência que possui.


Mesmo com toda essa reputação baseada na alta tecnologia, há muito espaço para atividades tradicionais como a cafeicultura e a criação de gado leiteiro. Situada às margens do rio Sapucaí Mirim, no extremo sul do estado de Minas Gerais e em meio à Serra da Mantiqueira, a cidade tem as prerrogativas necessárias para ser protagonista regional no mercado de cafés especiais e por isso mesmo conta com profissionais e empresários ativos na condução desse projeto.


Para conhecer um pouco mais sobre os motivos de Santa Rita ser uma das cidades do café, PDG Brasil conversou com empresas e profissionais importantes de diversos setores locais que direta ou indiretamente têm ligação com o cultivo, o processamento e a comercialização desses grãos tão admirados.


Yorumlar


bottom of page